Avançar para o conteúdo principal

Dias de voltar à vida....


Sempre ouvi dizer que trabalhar faz bem à saúde!
Nunca fui muito de acordo; mas agora, concordo plenamente!
Principalmente, faz-nos bem à sanidade mental!
Isto é, depende do trabalho... e de com quem trabalhamos, porque se trabalharmos contrariados ou com anormais, aí a situação fica mais complicada...
Mas falo por mim!
E o meu novo trabalho, sem dúvida que me faz bem!
É completamente diferente do serviço onde estava anteriormente, mas na mesma instituição.
Mantém-me a cabeça ocupada, que, neste momento, é o que preciso!
Tem um óptimo ambiente, com pouco pessoal, calmo... muito bom!
Estou muito satisfeita de ter pedido transferência de serviço!
Claro que me lembro das minhas amigas(os) todos os dias, mas esses não vão deixar de ser meus amigos, só porque eu trabalho na ponta contrária do Instituto.
Tenho tido muito que estudar, e ainda tenho muito que aprender!
Tenho feito muita pesquisa, e passado horas ao computador à procura de tudo e mais alguma coisa!

Tenho dias, que penso que o "bicho" vai rebentar pelas costuras!!!
Mas lá se tem aguentado!
Pela primeira vez, desde que trabalho, desejei que as férias acabassem para voltar ao trabalho e tentar abstrair-me de todas as desgraças que têm acontecido!
Afinal, a minha vida continua, e não posso ficar agarrada a lutos e perdas e más notícias, que têm sido constantes!

Mas com este calor, e com o trabalho, tenho mesmo que arranjar forças e seguir em frente!
Confesso que depois de almoço, nestes últimos dias, só me tem apetecido dormir uma sesta!!! O calor é tanto que os neurónios ficam mais lentos! E ainda hoje, no Jornal das 20h, o Secretário Geral da Saúde aconselhou as pessoas a ficarem em casa! Devíamos obedecer ao senhor... Ele é que sabe!!!
Ou então íamos trabalhar dia sim, dia não!??
Também era uma boa ideia!
Nos dias não, íamos refrescar ideias à praia!...?
Que tal??
Contento-me com a espera da hora de saída, para sair para o calor infernal de Lisboa, com um ar saturado de poluição e tudo o resto!


Fotos: Flickr



Comentários

Sandra disse…
Olha aí está uma excelente ideia. Não penso que conseguíssemos implementar correctamente a "siesta", porque ia custar horrores ter de voltar novamente à labuta...mas um interregnozito...whi Not?

Miga sei que tem sido um ano complicado, e não se explica determinadas coisas que vão surgindo. Mas como dizes e muito bem, enquanto cá andamos a tentar criar algo, fazer algo que faça alguma diferença, que o seja feito na plenitude e vivido a 200%
With out regrets at all!! :)
o trabalho edifica o homem =D
Maurício Costa disse…
"É com força que se luta, é com raiva que se perde e com esperança que se vence." [MC!]

Vencer momentos ruins fica tão fácil depois que o tempo passa...
=]

Sorte!
;)
MÓNICA disse…
Obrigado a todos pelos comentários!

Mensagens populares deste blogue

BACK TO BLOG...

...acho que nunca tinha estado tanto tempo sem escrever aqui...


mudanças de rotinas,
deixei de me deitar perto da meia noite para passar a estar a dormir, no máximo, às dez da noite!
só um computador em casa para toda a família, 
com o final do 12º ano do Miguel o computador era mais requisitado por ele, depois entrou de férias e passou a monopolizar o computador para jogos, entretanto foi estudar e passou a levar o computador com ele! Ah e tal, hoje em dia faz-se tudo nos telemóveis! Pois faz, mas demoro o triplo do tempo a escrever, a minha aplicação da Blogger deve ter um bug qualquer que não me deixa carregar fotos e às vezes quero gravar e apaga tudo! E estas diarreias mentais só saem uma vez! Depois obstipo!
deixei os transportes públicos,
depois de 2 pneumonias no mesmo inverno e vários meses seguidos sempre doente, optei por passar a ir de carro! A despesa é maior, mas o descanso não tem preço, nem a saúde! Passei a ir mais cedo para Lisboa, daí deitar-me com as galinhas, mas che…

Vida depois da morte...

Doar o meu corpo à Ciência!!! Tenho esta ideia há muito tempo, mas só hoje tratei de tudo...

Talvez porque hoje se assinala mais um aniversário da morte da minha prima. Tinha 29 anos, acidente de mota e fim!!! Acabou tudo de repente e abalou para sempre as nossas vidas. Um primo do outro lado da família morreria passados 6 meses, do mesmo modo.
É claro que ninguém pensa no que se quer que se faça depois da morte, aos vinte e tal anos!!! Nem aos trinta e nem aos quarenta. Mas a Morte é o que todos nós temos como certo.
Espero estar a meio da minha vida. Espero morrer velhinha, cheia de rugas, gaiteira e ter desculpa para comer Nestun (ou cerelac) todos os dias, mas ninguém sabe o que nos espera...
Lido com a Morte há demasiado tempo. Comecei cedo demais. Aos 22 anos a cuidar de corpos sem vida, ainda quentes, acabados de morrer!  Era demasiado nova... Claro que depois queria era desanuviar e ir dançar uma noite inteira para me esquecer. Não resultou! Ainda me lembro de muitos. Outros esqueci, felizm…

Dia cheio de dores e remédios...

As dores nas costas estão cada vez piores...E eu não tenho feitio para sofrer! Não sou anti-medicação! Se existe e eu preciso, venha ela!!! Com conta, peso e medida, claro está! Mas se me dói a cabeça, eu não espero que passe, eu tomo um comprimido qualquer! Qualquer, não! Normalmente é Paracetamol efervescente, que me faz efeito, se não resulta, vai um Brufen e ficamos por aí! Agora as dores nas costas não vão lá com Paracetamois, nem brufens! Ando há mais de uma semana com voltaren (já fiz 3 dias de injeções no rabo!!!) e com Adalgur (tem paracetmol e relmus) e melhoro um dia e vou trabalhar, pioro logo a seguir e fico mais dois dias em casa, descanso, melhoro um bocadinho, vou trabalhar. Ainda antes de lá chegar já me arrependi de ter ido! Com o caminho e transportes (autocarro, metro e comboio...)  E se me dói e eu não estou bem, eu vou ao médico! Também não fico à espera que passe! Por isso hoje foi de tudo! Fui ao médico para me dar algo que me alivie mais as dores! Consegui marcar Ress…