Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2019

O Lobo Mau já não come ninguém...

Ontem contei a história do Capuchinho Vermelho à minha filha antes de dormir!
Até tive um espasmo!
Um, não! Vários...
Sabiam que agora o Lobo Mau já não come a avózinha?? Nem a Capuchinho? Nada, não come nada!
Não!!
Ela foge dele, dá-lhe vassouradas (até aqui tudo bem), mas ao perceber que não o consegue vencer, esconde-se no roupeiro e adormece....
"Poker face"
O capuchinho chega, blá blá blá Whiskas Saquetas... Tudo tão grande... blá blá blá... é pra te ver/ ouvir/comer melhor... Blá blá blá...
O Lobo Mau vai para comer a Capuchinho, ela grita, a avó acorda, grita tbm, foge com a Capuchinho, mas percebem que não têm hipóteses contra o Lobo Mau tão feroz e faminto.! "Super Poker face"
(Mas desde quando é que se pensa o que quer que seja e se percebe isto quando se está a fugir do Lobo Mau?, do lobo mau, ou do que quer que seja...)(adiante)
Ía um caçador a passar e o lobo assustou-se com a espingarda e fugiu.....
"Stupid face"
Jura?
Jura mesmo?

Tudo bem q…

Miss you dad...

Hoje estou sem imaginação para escrever.
Habitualmente escrevo um texto bonito para te fazer homenagem neste dia...
Hoje não sai grande coisa.
Estou há 3 dias cheia de dores, há 2 dias em casa, e se inicialmente associei o aumento das dores à mudança brusca do tempo, o frio e a chuva são péssimos para quem tem Fibromialgia, o facto de estar próximo desta data e contigo no pensamento também devem ter contribuído para este agravamento de dores, além de outras chatices do dia a dia.

A tua neta tem andado a fazer perguntas sobre ti. Como é que morreste, porquê, quando... Anda curiosa por não te ter conhecido. E eu vou respondendo o mais verdadeiro que posso, adaptado à idade dela.
Mas hoje não consigo escrever mais...
Por isso, fica aqui apenas um beijo gigante daqui até ao céu.


Procura-se título para este post... que não diga cocó...

Na semana passada tive que fazer e entregar um trabalho do curso num timing muito apertado.
Foi uma pressão enorme e muito trabalhoso.
Como aqui a "Je" é flor de estufa, qualquer coisinha a deita abaixo, no dia seguinte à entrega do trabalho, não me consegui levantar da cama! Dores no corpo todo, um cansaço inexplicável e a cabeça mais zonza do que quando bebia 4 vodkas numa noite... (Família, esta parte não é preciso ler!)
No dia seguinte ao seguinte apanhei uma cena qualquer marada, ou uma virose, ou uma stressose, ou uma cansaditose ou o raio que o parta que me deixou a vomitar e a fazer aquelas outras coisas que fazemos quando apanhamos viroses, aquelas que nos obrigam a ir muitas vezes à casa de banho. (Caganeira! Soltura! Diarreia! O que quiserem chamar!)
Passei um fim de semana no wc!
No fim de semana passado fui ao Alentejo, neste fui ao WC!
Ai que romântico, sei lá! Fica ali pós lados do oeste!.... Chique!
Hoje, segunda-feira, já sem cagar desde ontem de manhã, (Não…

Back to school... Cruz Vermelha Portuguesa

Há uns anos valentes, ainda no século passado, tirei o curso de enfermagem. Naquele tempo ainda era Bacharelato. 3 anos de muito trabalho em Coimbra, muito estudo, mas que valeram a pena.
Era enfermeira. Com 21 anos. Uma menina.
De tal modo menina que demorei a dar resposta ao "Srª Enfermeira". Nunca ninguém me tinha tratado por "senhora" antes.
A 17 de Março de 1997 (já com os 22), lá estava eu a entrar no IPO.
O Hospital de Palhavã!
O Hospital do Cancro, onde tantos anos antes tinha ido às consultas com a minha avó, mas isso é outra história.
O Hospital tão temido por tanta gente.
Local de tanto trabalho e sofrimento... Ali estava eu, menina-mulher, com a minha farda e sapatos de curso, a entrar no mundo dos crescidos.
Entrei a pensar ficar 2 anos e lá vão 22, metade da minha vida... Nos primeiros tempos, saí de lá sempre a chorar.
Ninguém nos prepara para aquela imensidão de sentimentos, de cuidar do outro duma maneira tão intensa, em fases tão difíceis e tão…