Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2018

Cenas de 2018...

Entre muitas as coisas que ocorreram este ano, 2018 foi o ano que consegui, finalmente, vender o apartamento de Loures que estava empatado há quase 10 anos!
Foi um parto difícil, sofrido até ao último dia!
Há 10 anos encontramos a casa onde vivemos ainda hoje e decidimos colocar a outra à venda, foi na altura que o mercado imobiliário deu o berro e as taxas e spread's dispararam, isso associado à incompetência da agente imobiliária que arranjei na altura e a casa ficou empatada.

Entretanto deu jeito para família a estudar em Lisboa, depois para um amigo de família, depois para outro, e a minha procrastinação junto do péssimo mercado manteve-me a empurrar com a barriga uma situação que me dava mais despesa do que outra coisa.
Há 3 anos decidi alugar a casa. Gastei algum dinheiro em arranjos, pinturas, limpezas, porque apesar de habitada parecia um pardieiro!
Com a ajuda dum amigo de escola no ramo imobiliário consegui alugar a casa num instante. Não é que seja para fazer publicida…

Balanço de 2018... O diagnóstico de Fibromialgia

Chega a esta altura do ano e torna-se quase obrigatório fazer o balanço do ano que passou.
2018 foi um misto de emoções e contradições.
Encerrar de ciclos, levar com notícias do tipo de levar com um camião Tir pela mona abaixo, início de ciclos e por aí fora.

O ano começou com uma tendinite calcificante do grande peitoral com ruptura do tendão do peitoral que já aqui descrevi e que me obrigou a parar por alguns dias.
Na altura percebi que o meu corpo me estava a alertar para alguma coisa, para prestar atenção a mim mesma e prestei, mas não o suficiente para perceber O Porquê!
Passadas as dores da tendinite ficaram as dores nas costas e nas ancas. Dores para esquecer, daquelas que não lembram ao diabo, dores que só suportei sob medicação fortíssima.
Ora faz TAC, ora faz RX, ora faz Ressonância Magnética.
O resultado era idêntico.
"Não tem motivo nenhum para essas dores!!"
"Não anda mais nervosa?"
Até que comecei a duvidar da minha sanidade mental!
Estaria a construi…