Avançar para o conteúdo principal

Sinto-me miserável...

Percebes que estás miserável e que realmente tens um aspecto miserável quando,
...os teus amigos não se querem sentar junto a ti e dizem coisas do tipo "Chiiii, que cara! Chega-te pra lá" ou "Estás bonita, estás!"
...corres as colegas, desesperada em busca de lenços de papel como se estivesses com o período no nariz
...tens a sensação que te estás a afogar se bebes mais de 3 golos de água seguidos
...não reconheces quem está a lavar as mãos ao mesmo tempo que tu, do outro lado do espelho, com o nariz da cor de um pimentão e os olhos inchados tipo boga
...em vez de pré-base, base, pó e blush, tens Halibut no nariz com cheirinho a peixe
...entras em pânico se, em vez do telemóvel, não tens um lenço de papel sempre à mão
...não te consegues calçar sem segurar o nariz com um lenço, senão o ranho pinga no chão
...pessoas com quem falas frequentemente, não te reconhecem ao telefone
...pessoas que não te conhecem assim tão bem, perguntam o que se passa quando olham para ti
...pessoas que não te conhecem de lado nenhum, dizem-te "Isso está mau!"
...deixas a funcionária da bilheteira pendurada enquanto inclinas a cabeça para trás e procuras freneticamente na mala pelo pacote de lenços antes que o pingo caia
...a Sra da caixa do super mercado deseja-te as melhoras com um ar maternal
...no mesmo super mercado, que foste comprar um stock de lenços de papel, as pessoas olham para ti como se estivesses infetada com Ébola
...pensas em deitar a cabeça na almofada, pelo menos 10 vezes por minuto
...tens a água do chuveiro a correr-te pela cara com a sensação que te estão a despejar álcool nos olhos e no nariz tal é o ardor
...desconfias do conteúdo do teu crânio dado a quantidade de fluidos que te saem do nariz, mesmo sem baixares a cabeça
...sim, se baixas a cabeça morres entupida ou afogada ou "enranhada"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

BACK TO BLOG...

...acho que nunca tinha estado tanto tempo sem escrever aqui...


mudanças de rotinas,
deixei de me deitar perto da meia noite para passar a estar a dormir, no máximo, às dez da noite!
só um computador em casa para toda a família, 
com o final do 12º ano do Miguel o computador era mais requisitado por ele, depois entrou de férias e passou a monopolizar o computador para jogos, entretanto foi estudar e passou a levar o computador com ele! Ah e tal, hoje em dia faz-se tudo nos telemóveis! Pois faz, mas demoro o triplo do tempo a escrever, a minha aplicação da Blogger deve ter um bug qualquer que não me deixa carregar fotos e às vezes quero gravar e apaga tudo! E estas diarreias mentais só saem uma vez! Depois obstipo!
deixei os transportes públicos,
depois de 2 pneumonias no mesmo inverno e vários meses seguidos sempre doente, optei por passar a ir de carro! A despesa é maior, mas o descanso não tem preço, nem a saúde! Passei a ir mais cedo para Lisboa, daí deitar-me com as galinhas, mas che…

Dia cheio de dores e remédios...

As dores nas costas estão cada vez piores...E eu não tenho feitio para sofrer! Não sou anti-medicação! Se existe e eu preciso, venha ela!!! Com conta, peso e medida, claro está! Mas se me dói a cabeça, eu não espero que passe, eu tomo um comprimido qualquer! Qualquer, não! Normalmente é Paracetamol efervescente, que me faz efeito, se não resulta, vai um Brufen e ficamos por aí! Agora as dores nas costas não vão lá com Paracetamois, nem brufens! Ando há mais de uma semana com voltaren (já fiz 3 dias de injeções no rabo!!!) e com Adalgur (tem paracetmol e relmus) e melhoro um dia e vou trabalhar, pioro logo a seguir e fico mais dois dias em casa, descanso, melhoro um bocadinho, vou trabalhar. Ainda antes de lá chegar já me arrependi de ter ido! Com o caminho e transportes (autocarro, metro e comboio...)  E se me dói e eu não estou bem, eu vou ao médico! Também não fico à espera que passe! Por isso hoje foi de tudo! Fui ao médico para me dar algo que me alivie mais as dores! Consegui marcar Ress…

HOMEWORK...

Contrariamente a tudo o que sempre tenho dito, este fim-de-semana estive a trabalhar em casa.
Teve mesmo que ser.
Ou isso ou falhava com prazos, e isso eu não gosto.
No trabalho tenho pouco tempo para preparar apresentações, fazer folhetos para formações, etc.
Habituei-me a separar os trabalhos conforme estou num serviço ou noutro, o que acontece é que fazer coisas enquanto estás sempre a ser interrompida para atender pessoas, não dá rendimento. Não dá mesmo. Sou muito polivalente, mas não consigo.
Ao final de alguns anos sem o fazer, este fim de semana trouxe trabalho para casa.
Está feito.
E o fim de semana foi-se.
Sente-me para descansar às 18h!
E é isto!