Avançar para o conteúdo principal

Perfect men...

Afinal eles existem e o meu não é o único neste mundo.
Claro que falo de homens perfeitos. São muito poucos, mas que os há, há!
Esta carta invadiu hoje as redes sociais.

Foto retirada da internet
Brad Pitt about His Wife

A Secret of Love


My wife got sick. She was constantly nervous because of problems at work, personal life, her failures and problems... with children. She has lost 30 pounds and weighted about 90 pounds in her 35 years. She got very skinny, and was constantly crying. She was not a happy woman. She had suffered from continuing headaches, heart pain and jammed nerves in her back and ribs. She did not sleep well, falling asleep only in the morning and got tired very quickly during the day. Our relationship was on the verge of break up. Her beauty was leaving her somewhere, she had bags under her eyes, she was poking her head, and stopped taking care of herself. She refused to shoot the films and rejected any role. I lost hope and thought that we’ll get divorced soon… But then I decided to act on it. After all I’ve got the most beautiful woman on the earth. She is the ideal of more than half of men and women on earth, and I was the one allowed to fall asleep next to her and to hug her shoulders. I began to pepper her with flowers, kisses and complements. I surprised her and pleased every minute. I gave her lots of gifts and lived just for her. I spoke in public only about her. I incorporated all themes in her direction. I praised her in front of her own and our mutual friends. You won’t believe, but she has blossomed. She became even better than before. She gained weight, was no longer nervous and she loved me even more than ever. I had no clue that she CAN love that much.

And then I realized one thing: ""The woman is the reflection of her man""


Brad Pitt   Lindo, lindo, lindo

Comentários

Mensagens populares deste blogue

BACK TO BLOG...

...acho que nunca tinha estado tanto tempo sem escrever aqui...


mudanças de rotinas,
deixei de me deitar perto da meia noite para passar a estar a dormir, no máximo, às dez da noite!
só um computador em casa para toda a família, 
com o final do 12º ano do Miguel o computador era mais requisitado por ele, depois entrou de férias e passou a monopolizar o computador para jogos, entretanto foi estudar e passou a levar o computador com ele! Ah e tal, hoje em dia faz-se tudo nos telemóveis! Pois faz, mas demoro o triplo do tempo a escrever, a minha aplicação da Blogger deve ter um bug qualquer que não me deixa carregar fotos e às vezes quero gravar e apaga tudo! E estas diarreias mentais só saem uma vez! Depois obstipo!
deixei os transportes públicos,
depois de 2 pneumonias no mesmo inverno e vários meses seguidos sempre doente, optei por passar a ir de carro! A despesa é maior, mas o descanso não tem preço, nem a saúde! Passei a ir mais cedo para Lisboa, daí deitar-me com as galinhas, mas che…

Dia cheio de dores e remédios...

As dores nas costas estão cada vez piores...E eu não tenho feitio para sofrer! Não sou anti-medicação! Se existe e eu preciso, venha ela!!! Com conta, peso e medida, claro está! Mas se me dói a cabeça, eu não espero que passe, eu tomo um comprimido qualquer! Qualquer, não! Normalmente é Paracetamol efervescente, que me faz efeito, se não resulta, vai um Brufen e ficamos por aí! Agora as dores nas costas não vão lá com Paracetamois, nem brufens! Ando há mais de uma semana com voltaren (já fiz 3 dias de injeções no rabo!!!) e com Adalgur (tem paracetmol e relmus) e melhoro um dia e vou trabalhar, pioro logo a seguir e fico mais dois dias em casa, descanso, melhoro um bocadinho, vou trabalhar. Ainda antes de lá chegar já me arrependi de ter ido! Com o caminho e transportes (autocarro, metro e comboio...)  E se me dói e eu não estou bem, eu vou ao médico! Também não fico à espera que passe! Por isso hoje foi de tudo! Fui ao médico para me dar algo que me alivie mais as dores! Consegui marcar Ress…

HOMEWORK...

Contrariamente a tudo o que sempre tenho dito, este fim-de-semana estive a trabalhar em casa.
Teve mesmo que ser.
Ou isso ou falhava com prazos, e isso eu não gosto.
No trabalho tenho pouco tempo para preparar apresentações, fazer folhetos para formações, etc.
Habituei-me a separar os trabalhos conforme estou num serviço ou noutro, o que acontece é que fazer coisas enquanto estás sempre a ser interrompida para atender pessoas, não dá rendimento. Não dá mesmo. Sou muito polivalente, mas não consigo.
Ao final de alguns anos sem o fazer, este fim de semana trouxe trabalho para casa.
Está feito.
E o fim de semana foi-se.
Sente-me para descansar às 18h!
E é isto!