Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2010

Dias de Insónias...

Imagem
Dormir....

Bem tento, mas o sono não vem!
Só vêm memórias, angústia e uma dor no peito...tão forte! Porque não há medicação para este tipo de dor!? Há medicamentos para tudo, menos para as dores da alma! Porquê? Para essas, só as lágrimas dão algum alívio, mesmo que temporário, e sempre nos impedem de explodir!
Já estou farta de andar ás voltas com a almofada e com os lençóis... Sinto-me tão cansada, mas ainda assim o sono não vence! Sono!!! Onde andas tu??? Só queria acordar amanhã e ver que tudo isto não tinha passado de um pesadelo...
Não sou a única a sofrer neste momento! Comigo, estão algumas pessoas muito especiais para mim. Para quem isto tudo está a ser muito doloroso, porque como disse há pouco uma delas:
"Choramos porque as nossas feridas mal cicatrizadas, estão todas a abrir e a sangrardolorosamente."
Não encontrei palavras que definissem tão bem este sentimento que me assola... Vou tentar encontrar o sono por aí perdido algures pela casa vazia....

Dias de Lágrimas...

Imagem
Temos momentos na nossa vida em que achamos que tudo nos corre mal, ou profissionalmente ou pessolamente, ou tudo junto, mais os problemas dos amigos, amores, familias, etc. E quando menos esperamos, quando achamos que pior não ficamos, eis que nos cai no colo uma "bomba"! E todos os outros problemas perdem a dimensão que tinham, alguns, deixam mesmo de nos incomodar, porque nos apercebemos que eram demasiado insignificantes, com pessoas igualmente demasiado insignificantes...
Ontem caiu-me uma Bomba no colo!...
Sobre uma pessoa com quem eu nem sequer tenho lidado nos últimos anos, por vários motivos e imcompatibilidades, mas o qual eu pensei que estaria sempre lá! E nunca me preocupei em dar o primeiro passo para fazer as pazes! Digo que ele é orgulhoso, mas então e eu? o que tenho sido?
Foi pouco presente ao longo da minha vida, e eu também achava que não precisava da presença dele para nada!
Muito menos pensei, ficar abalada com a notícia da doença dele, mas fiquei, e muito... M…

Dias de Cansaço...

Imagem
O que há em mim é sobretudo cansaço Não disto nem daquilo, Nem sequer de tudo ou de nada: Cansaço assim mesmo, ele mesmo, Cansaço.

A subtileza das sensações inúteis, As paixões violentas por coisa nenhuma, Os amores intensos por o suposto alguém. Essas coisas todas- Essas e o que faz falta nelas eternamente; Tudo isso faz um cansaço, Este cansaço, Cansaço.
Há sem dúvida quem ame o infinito, Há sem dúvida quem deseje o impossível, Há sem dúvida quem não queiora nada - Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles: Porque eu amo infinitamento o finito, Porque eu desejo impossivelmente o possível, Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser, Ou até se não puder ser...
E o resultado? Para eles a vida vivida ou sonhada, Para eles o sonho sonhado ou vivido, Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto... Para mim só um grande, um profundo, E, ah com que felicidade infecundo, cansaço, Um supremíssimo cansaço. Íssimo, íssimo, íssimo, Cansaço...
Álvaro de Campos