Dias errados...


Há coisas que não entendo, pessoas que não percebo, situações que me surpreendem, quer pela positiva ou nem por isso, e depois há aquele tipo de situações que nos caem que nem uma bomba, e com a qual, não sabemos como reagir...

Quando este tipo de coisas me acontece, como me aconteceu há dias, é como um tiro no escuro, posso ir abaixo ou mover montanhas! Só que a "Bomba" em questão, rebentou não na minha mão, mas na vida de um amigo! E o que fazer nestas situações?

Ajudar, criticar, repreender, consolar, calar?...

Não sei!

Ainda não escreveram "Como lidar com os problemas dos outros, para TOTÓS".

Fui-me abaixo, levantei-me, e movi as montanhas que podia, tudo num só dia! (Fiquei de rastos, acreditem!)

Fiz o melhor que pude e que sabia, e o que estava ao meu alcance na altura, agora está nas mãos do destino que as coisas se resolvam pelo melhor!

Na altura sofri com a situação, mas já aprendi (à minha custa, e da minha saúde!!!), que não posso viver os problemas dos outros como se fossem meus, sofrer devido ao que os outros fizeram ás suas vidas!

Podem-lhe chamar Frieza ou Egoísmo! Eu chamo-lhe Racionalidade e Realidade!

O meu ombro está sempre cá, e os meus amigos sabem bem disso, mas os meus actos, eu assumo-os, e respondo por eles, certos ou errados!

Aprendi a arcar com as consequências do que faço, a ser honesta e verdadeira, comigo e com os outros! E já me chega bem viver a minha vida e os meus problemas!

Aprendi ao longo dos anos, que as minhas costas não são assim tão largas para aguentar com o peso dos problemas do mundo!

A situação já acalmou, mas está longe de ser resolvida...

Mas não é a minha vida, é a de outra pessoa. Outra pessoa que tem que resolver o que fez mal e suportar as consequências dos seus actos, leve o tempo que demorar!

E eu vou estar sempre aqui.

Mas não vou passar os dias a lamentar os erros dos outros!

Vou viver a minha vida, e continuar a aproveitá-la ao máximo, porque é a única que tenho, e o tempo não volta atrás! Os anos passam cada vez mais rápido, e eu não quero vê-los passar ao lado, quero vivê-los intensamente junto da minha família e meus amigos!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O dia em que nasci...novamente...

Fim-de-semana a dois...

O drama da depilação...