Mais dias "sim", do que dias "não"....

Ainda não estou no topo!
Estou a começar a subir as escadas!
Um degrau de cada vez, lentamente, mas segura de que não quero descer nenhum dos que consigo subir!

Este foi um fim-de-semana especial!
Tive o aniversário da piratinha que é a minha afilhada!
E eu e o meu amor, comemorámos dois anos juntos! Com altos e baixos (poucos), mas sinto que á medida que me vou recuperando, a nossa vida vai melhorando também!
Até porque eu tenho estado insuportável nos últimos tempos, desatava a chorar por tudo e por nada, e ele teve sempre paciência para me aturar, para fazer o jantar, até aprender a dar injecções, porque a mim, só consigo do lado direito, do lado esqº tinha que ser ele, doeram-lhe mais a ele do que a mim! Nunca tinha dado um injecção na vida, e portou-se como um profissional!
Da próxima vez, esperemos não ser necessário, que eu precise de injecções, só quero que seja ele a dar-me! Além de nem me magoar, a seguir dava-me muitos miminhos, e pedia desculpa por me ter magoado! Não é um querido?

Mas sinto que estou muito melhor, apesar do médico não me deixar reduzir já a medicação, pois posso voltar a cair a escadaria que comecei a subir, e voltar a ter que começar de novo! Mas mandou-me sair e divertir, ir ás compras (melhor antidepressivo para uma mulher), ir ao cinema, ver gente, etc. Também lhe perguntei se ele passava receita para contratar um motorista, já que com a dose que tomo, conduzir, está fora de questão! Andar a pé, ainda me canso muito, porque no corpo reflecte-se o estado da mente, mas pelo menos o apetite voltou!
Tenho 5 kilitos para recuperar, que perdi, só no último mês!

Obrigado a todos que me enviaram mensagens, mails, comentários, telefonemas, etc, para me apoiarem. Pode parecer que não fizeram nada, mas para mim, significou muito!

Esta foi uma crise que eu tive que resolver sozinha com a minha cabeça.
Apercebi-me que nunca dei muito valor aos meus problemas, porque lidava com pessoas diáriamente, que tinham realmente problemas graves, e que iriam morrer brevemente,
Ao longo de mais de 10 anos de serviço, morreu-me muita gente nas mãos! Alguns com a familia ao lado, a quem eu tentava consolar, o melhor que sabia, e que conseguia!

Quando morriam familiares meus, também eu tentava dar apoio aos outros, e não fazia o luto que precisava de ter feito na altura certa. Nunca fiz luto do final das minhas relações anteriores, podia chorar um dia ( talvez nem isso ), e pensava "Há quem tenha problemas piores!", e no dia seguinte, andava fresca e fofa, como se não se tivesse terminado uma relação de 7 anos e meio, ou uma de 3 anos. Nunca fiz luto de nada...

Minimizei os meus problemas de tal maneira ao longo dos anos, que não os resolvia, e eles mantinham-se.
Sem contar com os problemas do dia-a-dia, coisas que vamos engolindo, e a nossa Taça, que nos guarda as lágrimas, e as frustrações, e desilusões, deve ser despejada de vez em quando!

Eu não sei se despejei a minha alguma vez??!
Sei que ela encheu, transbordou, e eu tive de a despejar completamente...

Sei também que a partir de hoje, vou fazer os lutos que tiver a fazer, na hora certa, vou começar a resolver os probemas que ainda não estão resolvidos, vou estrabuchar, e chorar, quando tiver vontade de o fazer, e quando começar a sentir a minha Taça a meio, vou fazer tudo para a despejar até à última gota. Poque nunca mais vou cair, como caí desta vez! ( Eu não gosto de dizer "nunca", mas tenho que acreditar que este "nunca" é mesmo a sério).


Por isso, já posso sair da "prisão", desde que acompanhada ( tipo, liberdade condicional, e vigiada!). Não posso ainda ir trabalhar!

mas agora tenho que ir é dormir, porque o comprimido que tomei para ddormir está a fazer efeito e já ando aqui á procura das letras, que parece que se andam a esconder, e não as encontro facilmente...

Comentários

Cunhadinha disse…
Sabes que como boa nortenha,um dos meus lemas é "nunca leves desaforos para casa, diz o que tens a dizer, faz o que tens a fazer, sê tu própria nas tuas alegrias e mágoas" não somos garrafas para encher e meter uma rolha, somo tipo palhinha que absorvemos tudo, mas que tem dois lados um por onde entra e outro por onde tem que sair senão interrompe a fluidez da coisa, também não podemos ser balão que enche até rebentar, continuo a preferir a palhinha.

Beijocas grandes fico feliz por sentir nas tuas palavras mais ânimo e luz para a tua caminhada. Para a frente é que é o caminho assim é que é.
MÓNICA disse…
Obrigado Cunhadinha!
Daqui prá frente é sempre a subir!
Esperemos que não seja necessário descer nenhum degrau!
Bjks!
sandra disse…
Gostei de ler, e de sentir um optimismo que te ajudará a subir passo a passo, os degraus que tens pela frente, sabendo que estamos aqui para te apoiar e te ajudar a subi-los. E caso venhas a dexer algum degrau, não é grave, desde que a tua atitude se mantenha fiel ao pricípio de que és humana, e que de vez em quando precisamos duma pasa só para nós. Um grande beijinho.
Sandra
Bela Isa disse…
Sorrir é mesmo o melhor remédio. Mas sim, chorar de vez em quando é muito bom também. Às vezes, a música do grande Bob M. não devia ser "no woman no cry" mas sim "yeah, woman please cry". Faz parte e é importante perceber que é importante. Estás a subir e sinto, pelas tuas palavras que muitos são aqueles que te ajudam. Assim, qualquer subida é mais fácil. Um dia, sei que abrirás os braços no topo dessas escadas e poderás gritar que tudo está bem... e sorrir... e quem sabe? Chorar de alegria porque conseguiste (também é bom). E eu irei ler o post a relatar esse acontecimento com um grande sorriso também, e ficarei também muito feliz por ti!
MÓNICA disse…
Sandra- Espero não ter que descer nenhuum degrau, mas se por acaso acontecer...Sei que posso contar contigo para me ajudar a voltar a subir!

Bela Isa- Obrigado pela força que me tens dado, e podes crer que esse post, comigo a rir e a chorar de alegria, virá em breve... Não sei ainda é quando!
em-fumeiro disse…
Subir a escada, degrau a degrau...
Lembras-te das vezes em que acabamos por dizer aos nossos doentes "um dia de cada vez...passo a passo..."
É mais, muito mais que um lugar comum...:).
Lá te esperamos...qd estiveres a 100%...até lá...degrau a degrau...
MÓNICA disse…
em-fumeiro: ainda estou a 50%, mas a subir!
PH disse…
Um beijinho muito grande "amiguinha"! Vê se ficas BEM...tenho saudades das nossas pausas pó cigarrinho e das conversas de 5 minutos na sala de formação :) a tua ausência é sentida... Paulo H.

Mensagens populares deste blogue

O dia em que nasci...novamente...

Fim-de-semana a dois...

O drama da depilação...