Avançar para o conteúdo principal

Coração de alguém...


Só conseguimos possuir um coração, além do nosso, quando este bate no peito dum ser pequenino que cresce dentro de nós!
E mesmo esse tem dono!
Pertence-nos até ao momento da maior alvorada da nossa vida, o nascimento!

Depois disso resta-nos o nosso...
De nada adianta tentar possuir o coração de outro!
Jamais será nosso.
Pode bater em sintonia, pode até caminhar ao nosso lado, e com o mesmo ritmo que o nosso, mas não nos pertence...

E quanto mais o tentamos agarrar, mais ele nos foge das mãos! Tal qual ele é, viscoso e escorregadio, irrequieto...
Se o apertarmos muito, ele pára! E deixa de bater por nós...
Passará a bater por outro qualquer coração que o deixe respirar melhor, e que não o sufoque!

Mais vale deixá-lo bater, deixá-lo ir...
E rezar para que continue a voltar para que o nosso tenha o compasso que tanta falta lhe faz para continuar a viver!

Comentários

Sandra disse…
Difícil é quando escutamos o nosso bater, ecoando angústia...mas de certo que o teu voltará a dar pulos mais tranquilos.

Um beijinhos repenicado na bochecha...da cara :)

Mensagens populares deste blogue

BACK TO BLOG...

...acho que nunca tinha estado tanto tempo sem escrever aqui...


mudanças de rotinas,
deixei de me deitar perto da meia noite para passar a estar a dormir, no máximo, às dez da noite!
só um computador em casa para toda a família, 
com o final do 12º ano do Miguel o computador era mais requisitado por ele, depois entrou de férias e passou a monopolizar o computador para jogos, entretanto foi estudar e passou a levar o computador com ele! Ah e tal, hoje em dia faz-se tudo nos telemóveis! Pois faz, mas demoro o triplo do tempo a escrever, a minha aplicação da Blogger deve ter um bug qualquer que não me deixa carregar fotos e às vezes quero gravar e apaga tudo! E estas diarreias mentais só saem uma vez! Depois obstipo!
deixei os transportes públicos,
depois de 2 pneumonias no mesmo inverno e vários meses seguidos sempre doente, optei por passar a ir de carro! A despesa é maior, mas o descanso não tem preço, nem a saúde! Passei a ir mais cedo para Lisboa, daí deitar-me com as galinhas, mas che…

Dia cheio de dores e remédios...

As dores nas costas estão cada vez piores...E eu não tenho feitio para sofrer! Não sou anti-medicação! Se existe e eu preciso, venha ela!!! Com conta, peso e medida, claro está! Mas se me dói a cabeça, eu não espero que passe, eu tomo um comprimido qualquer! Qualquer, não! Normalmente é Paracetamol efervescente, que me faz efeito, se não resulta, vai um Brufen e ficamos por aí! Agora as dores nas costas não vão lá com Paracetamois, nem brufens! Ando há mais de uma semana com voltaren (já fiz 3 dias de injeções no rabo!!!) e com Adalgur (tem paracetmol e relmus) e melhoro um dia e vou trabalhar, pioro logo a seguir e fico mais dois dias em casa, descanso, melhoro um bocadinho, vou trabalhar. Ainda antes de lá chegar já me arrependi de ter ido! Com o caminho e transportes (autocarro, metro e comboio...)  E se me dói e eu não estou bem, eu vou ao médico! Também não fico à espera que passe! Por isso hoje foi de tudo! Fui ao médico para me dar algo que me alivie mais as dores! Consegui marcar Ress…

HOMEWORK...

Contrariamente a tudo o que sempre tenho dito, este fim-de-semana estive a trabalhar em casa.
Teve mesmo que ser.
Ou isso ou falhava com prazos, e isso eu não gosto.
No trabalho tenho pouco tempo para preparar apresentações, fazer folhetos para formações, etc.
Habituei-me a separar os trabalhos conforme estou num serviço ou noutro, o que acontece é que fazer coisas enquanto estás sempre a ser interrompida para atender pessoas, não dá rendimento. Não dá mesmo. Sou muito polivalente, mas não consigo.
Ao final de alguns anos sem o fazer, este fim de semana trouxe trabalho para casa.
Está feito.
E o fim de semana foi-se.
Sente-me para descansar às 18h!
E é isto!