Coisas demasiado banais...


Quantas vezes nos arrependemos daquilo que ainda estamos a dizer?
Mas já está a sair... já está dito...

E tem dias, em que eu sou estúpida que nem uma porta, e que digo o que não penso, faço o que não quero, e depois arrependo-me!
E peço desculpa! (vá lá, aprendi a pedir desculpas)

Mas as atitudes estão tomadas! E as palavras estão ditas, e o mal está feito...
Porque é que não temos uma tecla de delete para estas situações??
Porque é que damos importância a coisas sem significado?

Problemas banais, que todos têm, mas que quando são nossos, adquirem uma dimensão exorbitante!
Dimensão essa, que passados alguns dias, perde toda a importância e sentimos-nos ridículos ao pensarmos que chegámos a perder tempo com tanta banalidade!

E é como me sinto agora...
" De todas as armas de destruição que o homem foi capaz de inventar, a mais terrível - e a mais poderosa - foi a PALAVRA"
Paulo Coelho

Comentários

Este comentário foi removido pelo autor.
sandra disse…
Linda, assinei com o outro blog que criei. Gostei e gosto muito do que te vai na alma e como o consegues expor de forma que também nós, aprendemos.
Sandra

Mensagens populares deste blogue

O dia em que nasci...novamente...

Fim-de-semana a dois...

O drama da depilação...